Translator Database driver not enabled

Virtual core of the Memory Network of IBGE. The Memory Network disseminates publications, videos, research tools, historical syntheses, testimonies and products of institutional memory created by IBGE´s servants.

Presidente do IBGE: 1952-1954

Filho de Florêncio Carlos de Abreu e Silva e de Gonçalina Simões de Abreu e Silva, nasceu no Rio de Janeiro, no dia 13 de janeiro de 1882. Ainda pequeno sua família transferiu-se para o Rio Grande do Sul, onde estudou o curso primário e o secundário, e parte da sua formação superior, na Faculdade de Direito de Porto Alegre. Bacharelou-se pela Faculdade Livre de Ciências Jurídicas e Sociais, do Rio de Janeiro, em dezembro de 1905.

Após diplomar-se, retornou ao Rio Grande do Sul onde edificou sua carreira de magistrado. No ano de 1904, foi nomeado Juiz Distrital de Taquara do Mundo Novo e Juiz de Comarca em São Borja. Atuou também em Rio Pardo (1913) e Santa Maria (1917). Desembargador do Supremo Tribunal do Estado, em 8 de agosto de 1924, foi procurador-geral nos períodos de 1924 a 1927 e de 1932 a 1934. Desempenhou ainda as funções de diretor do Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul (1919-1920) e de chefe de polícia (1928-1932).

Sócio fundador do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Sul, foi eleito presidente da primeira diretoria do Instituto (1920-1934).

Exerceu mandato de deputado federal constituinte em 1934.

Como jurista, participou, em 1943, do Congresso Jurídico Nacional e da Conferência dos Desembargadores. Colaborou, ainda nesse mesmo ano, na preparação do anteprojeto de reforma dos Códigos Comercial, de Contravenções Penais, e de Processo Penal.

Presidente do IBGE no período de 15 de setembro de 1952 a 21 de setembro de 1954, ao assumir a presidência, em um período delicado na vida da Instituição, procurou impor um ritmo e uma linha de trabalho realmente notáveis com o objetivo de assegurar a continuidade da tradicional eficiência do Instituto. Florêncio de Abreu conseguiu restabelecer o equilíbrio e a disciplina naturais aos trabalhos, tanto na área da Estatística quanto da Geografia.

Florêncio de Abreu e Silva faleceu em 20 de fevereiro de 1969, no Rio de Janeiro.


© 2015 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística